terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Para onde queremos ir? Nínive ou Társis?

A palavra do Senhor foi dirigida a Jonas, filho de Amitai, nestes termos: “Levanta-te, vai a Nínive, a grande cidade e profere contra ela os teus oráculos, porque sua iniquidade chegou até a minha presença”. Jonas pôs-se a caminho, mas na direção de Társis, para fugir do Senhor... (Jonas 1. 1-16).
             É curioso o fato de Jonas não ter respondido nada.  Ele pôs-se a caminho, porém, foi para outra cidade. Társis. Fugindo do Senhor.  Não parece um mal entendido? Um famoso “erro de comunicação”?
Não houve nada disso. Jonas não queria ir par Nínive. Assim como nós muitas vezes não queremos obedecer as ordens de Deus, não nos sentimos capacitados, nem queremos sonhar os sonhos que Deus tem para nós. Queremos os nossos sonhos, nossos projetos, nossos planos e quantos planos...
   Nínive é a representação de tudo que Deus tem para nós. É a missão, é o desapego, é o cansaço, é o testemunho e tantas outras coisas. E ir para lá nos parece assustador. Pois é o abandono. É nos desprender do que nos prende.
A outra opção é obvia e muito agradável. É nossa vida sendo vivida de acordo com as nossas vontades, nossas paixões, nossos medos. Em Társis não tem missão. Não tem obediência, não exige desapego.
A narrativa do livro de Jonas nos faz entender que mesmo diante da nossa decisão de não obedecer a ordem de Deus, Ele está muito mais decido a nos fazer obedecer. Deus não desiste de nós.  O profeta teve que enfrentar muitos desafios para reconhecer sua desobediência e clamar a misericórdia do Senhor. Primeiro a tempestade, depois foi jogado no mar e por fim, passou três dias e três noites no ventre do peixe. Tudo isso pra nos disser que não há santidade sem disciplina, sem obediência.
Podemos perceber também que devemos aprender com os nossos erros e até com as escolhas erradas que muitas vezes fazemos. Estes não devem ser fonte de acusação, mas de arrependimento, conversão e de entendimento que o melhor lugar para se estar é na vontade de Deus.
Seja o que for que Deus quer que você seja, seja-o. Para onde Deus mandar você ir, vá.
Eu quero ir para Nínive.
 Vamos juntos?... É aqui o caminho, andai por ele.
Abraço.
Com a paz inquieta do coração de Jesus.
Joelma Ribeiro.
Âncora da Alma

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Rádio Online- Âncora da Alma